segunda-feira, 14 de julho de 2008

As distâncias maiores que devemos
percorrer estão dentro de nós mesmos.

Sequei minhas lágrimas


Perdi minha fala...

Meu par de botas sem sola, minha roupa rasgada e minha alma em retalhos...










De manhã cedinho, o sangue escorre
Foi por amor
E o homem bom pratica o ato heróico

Foi por amor
O assassinato da flor



E nesse pequeno espaço da internet deixo registrado para os novos tempos a obra do Victor Lima...um artista simples, que consegue colocar em matéria sua alma colorida, doce e bela...obrigado pela permissão...



e por favor....não matem uma flor...se não for por amor!


ps: trecho da música...o assassinato da flor...por Agenor de Miranda Neto - Cazuza

4 Comments:

Aryane Pereira said...

Lindo, Cazuza, sempre Cazuza...

"O amor é o ridículo da vida, agente procura nele uma beleza que está sempre se opondo indo embora...”. Depois de esse post, e ouvir essa música, me lembrei do trecho deste poema.

Parabéns Felipe.
bjum

PS: Lindo quadro.

Aryane Pereira said...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adriano Veríssimo said...

É ERMÃO!

"quem repara nos espinhos com a beleza da flor?"

Ando ultimamente andando em espinhos mas com a rosa na mão...
rs

TE AMO ERMÃO!

Beijin

Obs. Saudade daqui!

Filipe Macedo said...

...bons ventos...obrigado pelos comentários...fico sempre muito feliz e empolgado a cada um que vocês deixam

beijos.....