quarta-feira, 9 de julho de 2008

Uma rosa vivia triste
e sonhava ser azul... Acreditava
serem mais felizes as violetas.
Pediu aos deuses da natureza
que atendessem seu pedido...
Fez promessas de sorrir
enquanto suas pétalas tivessem vida.
E os deuses a ela perguntaram:
Onde viste que a felicidade depende da cor?
O sorriso só brilha por ser o reflexo da alma
As borboletas negras ou coloridas
Passeiam pelo jardim...
O sol empresta suas cores
Pra ver a Lua sorrir...
Felicidade deves sentir
pela simples razão de existir.

(Sirlei L. Passolongo)

4 Comments:

Katia H Lyra said...

então eu sou uma borboleta[apesar de tudo]Feliz!
Filipe este post falou bem no fundinho do meu casulo!!rsrsrs
Valeu, brigadão!!!
BJKS!!!

Cícero Nascimento said...

Meu pequeno principe, é com grande carinho e amor flamejante que lhe escrevo essas sentimentalidades; cujo os olhos lacrimejados me forçam a dedilhar as teclas deste que nos aproxima, ao ver sua postagem num pedacinho do meu canto, meu coração disparou, em saber que até aqui estamos ligados, cheio de anciedade: "click" ...
E uma musica doce me encheu os ouvidos, acompanhando uma vontade louca de voar por cada pedacinho desse mundo, em busca de ver-te ou até mesmo imaginar onde vc esta agora, como vc esta agora, com quem e se esta bem.

E com essas singelas palavras, que pouco define meu sentimento, agora me dispeço com uma enorme vontade de ficar...

Parabens por conseguir expor-se de uma forma tão singela e exata em uma página de internet!!!

Rafa Kalado said...

Creio ser como a Rosa, ainda que tudos e todos tentam me mostrar que a felicidade não esta em certas coisas, não consigo ver. Quem sabe um dia talvez.
Lindo texto, parabéns!

Filipe Macedo said...

....vocês me surpreendem...a cada comentário me sinto mais feliz..pleno e certo de que vale a pena viver...sentir e expor os sentimentos da forma mais simples, singela e amiga que alguém pode fazer!

....bons ventos...