terça-feira, 9 de setembro de 2008


AMAR!

Eu quero amar, amar perdidamente!
amar só por amar: aqui...além...
mais este e aquele, o outro e toda a gente...
amar! amar! E não amar ninguém!

Recordar? Esquecer? Indiferente!
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
durante a vida inteira é porque mente!

Há uma primavera em cada vida:
é preciso cantá-la assim florida,
pois se Deus nos deu voz, foi para cantar!

E se um dia hei de ser pó, cinza e nada
que seja a minha noite uma alvorada,
que me saiba perder...pra me encontrar...

Florbela Espanca

4 Comments:

Ni ... said...

A florbela disse tudo... às vezes precisamos nos perder para enfim nos encontrar!!

É um prazer poder compartilhar contigo moço...

Já está entre os meus :-)

Beijo e mais beijos...

Adriano Veríssimo said...

Eu também quero amar, amar o outro, amar tudo...

Iluminar tudo, iluminar pra sempre, iluminar e só...Esse é meu lema e do sol.

Lindo poema Ermão!

Beijo
te amo

Aryane Pereira said...

Fê, libras é maravilhoso, eu já tenho uma certa noção mais preciso aprender direitinho muito obrigada pela dica.


ps: Não seríamos ninguém sem esse tal de amor! até agora não foi me apresentado, apenas sentido pela minha alma !!!

bjus

Ary

Rosana said...

Que lindo! mas... vem cá... é você na foto, não é? rs
Amore, me desculpe pela ausência desses dias, sei lá, acho que não sobra mais tempo pra nada, mas semana que vem vamos passear tá?
Amo-te eternamente
bjooo