Meu querer

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Quero sim, porque não?

Olhar nos seus olhos, com cabelo bagunçado,
a barba por fazer.
na boca o gosto de um café adoçado
e cheio sabor.


a mão quente, o braço arrepiado
um calor, que me diz ser o que quero,
mas nega, por vergonha de querer.


Estou aqui, sorrindo ou chorando
em um dia frio, procurando
"um bom lugar prá ler um livro"
porque o pensamento, já está em você.
(e o refrão da canção você já conhece)


Se há dúvida:
muito prazer, me chamo amor
e estou me apaixonando por você

te ofereço uma flor
por um sorriso,


a canção foi cantada
e meu coração exposto
diz:


Seja você,
o meu amante a moda antiga,
com seu baú de poesias, com ou sem rimas
querendo ser, querendo me ter.


F.M

2 Comments:

Tati said...

Ah Quanta doçura... Que lindo.

Gostei muito das linhas, sentimentos bons...

'Seja você,
o meu amante a moda antiga,
com seu baú de poesias, com ou sem rimas
querendo ser, querendo me ter.'

Sinto isso tudo ai.

Grande Beijo

:: Helô :: said...

O amor sem dúvidas é o que existe de melhor em nós.
Tão bom passar por aqui e me deixar invadir por esse teu amor, tão lindo e tão nobre.
Obrigada por essa positividade de sempre.
Tô com saudade!
Bjos
Amo-te